Filme repetido: Moradores de Guarda dos Ferreiros sofrem novamente com casas alagadas durante chuva

Por Aécio Gonçalves 03/01/2021 - 16:23 hs

Na tarde deste domingo (03/01), os moradores da rua Belo Horizonte e da Av. Hermenegildo José de Oliveira em Guarda dos Ferreiros, na parte pertencente à São Gotardo, tiveram  novamente suas casas invadidas pela água da forte chuva que caiu no distrito. 

Todos os problemas são oriundos de uma obra de drenagem não finalizada que causa além dos alagamentos na principal avenida do Jardim Águas Vertentes, inundações também na rua Belo Horizonte e em algumas casas situadas Av. Hermenegildo José de Oliveira. No dia (28/12/2020), a Secretaria de Obras de São Gotardo iniciou os trabalhos no local para solucionar a situação, mas o serviço foi interrompido neste final de semana.

Nossa reportagem entrou em contato com o Secretário de Obras de São Gotardo, César Barbosa, que explicou que para a obra ser concluída é necessário o suporte da Copasa, devido a uma rede pluvial de grande porte que passa na principal avenida de Guarda dos Ferreiros. Se feita de forma inadequada, a obra poderia prejudicar o fornecimento de água em todo o distrito. Ainda de acordo com as informações, a obra será retomada nesta segunda-feira (04/01) e dentro de poucos dias será finalmente encerrada.

Fato é que novamente os moradores tiveram além do susto, enormes prejuízos, tendo diversos móveis e eletrodomésticos danificados. Os moradores realizaram novamente a limpeza de suas residências, e o que seria uma tarde de descanso, se tornou novamente um pesadelo. Segundo relatos, uma moradora que adquiriu na última semana um guarda-roupas, viu o móvel ser destruído pela água. Em outra residência, todos os cômodos foram invadidos pela água, que chegou a entrar dentro de uma geladeira.

O novo presidente da Câmara Municipal, vereador Carlos Camargos que vem acompanhando o problema há muito tempo, esteve no local e explicou que a Assistência Social vai auxiliar os moradores em tudo que for necessário e que um Projeto de Lei no valor de R$ 95.000,00 (noventa e cinco mil reais), de sua iniciativa, com o apoio dos demais vereadores da legislatura passada, foi aprovado para ressarcir todos os prejudicados. Nossa reportagem teve acesso ao documento que foi prontamente acatado pela administração municipal (foto segue abaixo). Nosso site seguirá acompanhando o desfecho deste problema e espera que tudo seja solucionando o quanto antes.